Área Restrita

Espiritualidade


As Irmãs Pastorinhas têm como centro de suas vidas a pessoa de Jesus Bom Pastor. conforme o Evangelho de João 10, 10 : “Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas”, cuja espiritualidade é alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia.

 O próprio Pe. Alberione, fundador da Congregação, dizia que tinha a tentação de não nos deixar nenhuma Regra de Vida, bastaria “olhar Jesus Bom Pastor e viver segundo Ele”. E o Pastor ama o seu rebanho, conhece as ovelhas e se deixa conhecer por elas, as chamam pelo nome.

A exemplo de Maria, a Mãe do Bom Pastor , as Irmãs Pastorinhas vivem a cooperação no ministério pastoral de Cristo, tornando-se “mães e irmãs ” de todos aqueles que fazem parte do povo de Deus. Os santos apóstolos Pedro e Paulo as inspiram na missão pastoral, sendo que do primeiro aprendem a servir o povo de Deus com gratuidade, na fidelidade a Cristo e à Igreja.

De Paulo, recebem a coragem de buscar as formas mais adequadas para evangelizar. Elas são chamadas a dar a vida, como Bom Pastor que se entregou livremente. E fazem isto com alegria, imbuídas do espírito do fundador, que dizia: “Se conhecesses a beleza da vossa vocação, seríeis mais felizes que os pássaros que cantam nos céus”.

O crucifixo das Irmãs de Jesus Bom Pastor , que as distingue na Igreja, é um verdadeiro programa de vida. cujo significado traduz toda a intensidade da consagração da vida a Jesus Bom Pastor.

 

Evangelho de João 10, 10:

“Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas"


"Eu garanto a vocês: aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante.
Mas aquele que entra pela porta, é o pastor das ovelhas. O porteiro abre a porta para ele, e as ovelhas ouvem a sua voz; ele chama cada uma de suas ovelhas pelo nome e as conduz para fora. Depois de fazer sair todas as suas ovelhas, ele caminha na frente delas; e as ovelhas o seguem porque conhecem a sua voz. Elas nunca vão seguir um estranho; ao contrário, vão fugir dele, porque elas não conhecem a voz dos estranhos. Jesus contou-lhes essa parábola, mas eles não entenderam o que Jesus queria dizer. Jesus continuou dizendo: "Eu garanto a vocês: eu sou a porta das ovelhas. Todos os que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta. Quem entra por mim, será salvo. Entrará, e sairá, e encontrará pastagem. O ladrão só vem para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas. O mercenário, que não é pastor a quem pertencem, e as ovelhas não são suas, quando vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e sai correndo. Então o lobo ataca e dispersa as ovelhas. O mercenário foge porque trabalha só por dinheiro, e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor: conheço minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou a vida pelas ovelhas.Tenho também outras ovelhas que não são deste curral. Também a elas eu devo conduzir; elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. O Pai me ama, porque eu dou a minha vida para retomá-la de novo. Ninguém tira a minha vida; eu a dou livremente. Tenho poder de dar a vida e tenho poder de retomá-la. Esse é o mandamento que recebi do meu Pai." Jo 10.1-18