Área Restrita
Liturgia

Santana do Livramento - RS

Província Jesus Bom Pastor

Fundada em 28/02/1992


As Irmãs Pastorinhas estão inseridas na Paróquia Santa Teresinha, Diocese de Bagé. A paróquia se constitui de 35 vilas, com 19 comunidades eclesiais, algumas organizadas com sede próprias, outras em fase de organização. Muitas Celebrações da Eucaristia e da Palavra acontecem nas casas das famílias. Para atender as necessidades de evangelização e promoção humana, as Irmãs Pastorinhas juntamente com o pároco e leigos atuam em várias áreas como Coordenação da Catequese paroquial; animação litúrgica; formação bíblia; pastoral da saúde; pastoral da criança; pastoral da pessoa idosa; pastoral da caridade; pastoral da esperança; pastoral da visitação; Pastoral dos Meios de Comunicação Social; participação na equipe administrativa e outras equipes.


Contato e Localização

Endereço
Rua Duque de Caxias, 536
CEP - 97573-460
Santana do Livramento - RS

Telefones
(55) 3244.5205

E-mail
santana@irmaspastorinhas.com.br


Exibir mapa ampliado


Galeria de Fotos



Últimas notícias desta comunidade


Celebrando a fidelidade

Incluída em: 28/04/2015 | 10:30
50 Anos de Vida Consagrada da Ir. Nair Mantoan

Leia mais ...

 

Leia mais notícias desta comunidade




Última publicação desta comunidade no blog

24 anos de História em Santana do Livramento!

Data 03/03/2016 | - Hora 18:23
Postado por Ir. Eunice Grespan
8 comentário(s) ...

  Situada na fronteira do Brasil com o Uruguay, Santana do Livramento pertence à Diocese de Bagé, conta com cerca de 90.000 habitantes e 3 Paróquias. Destas, a Paróquia Santa Teresinha é a de maior extensão geográfica e menor poder aquisistivo. A presença das Irmãs foi solicitada com a finalidade de colaborar na animação pastoral desta paróquia em suas várias expressões. As irmãs iniciaram sua missão no dia 28 de Fevereiro de 1992. As primeiras foram: Ir. Inezita Antunes, Ir. Irani Munari e Ir. Olma Rotava.  
 

 
  As Pastorinhas se inseriram na paróquia Santa Teresinha a pedido do zeloso Pároco, Pe. Emílio Barúa, que as acolheu e por seis meses formaram comunidade com ele e quatro jovens seminaristas em formação, enquanto a casa das Irmãs estava sendo construida. Sob a coordenação do Pe. Emílio, as Irmãs começaram a colaborar e animar as diversas pastorais existentes e a implantar outras. Está muito gravado na memória das pessoas, como um divisor de águas, o período de fervor apostólico naqueles tempos, que revigorou a paróquia. Na época eram 5 comunidades.   
 

 
    Cientes que a Igreja sempre é chamada a crescer tanto na dimensão quantitativa como qualitativa, as irmãs investiram muito na formação bíblica, catequética e litúrgica. É preciso destacar também a formação de missionários e de pastorais sociais, principalmente a pastoral da criança, da saúde e dos idosos. A visita às famílias e organização de grupos de famílias foi prioridade durante muitos anos. Estas visitas eram organizadas e realizadas junto aos missionários, cujo número era bem expressivo, durante muitos anos. Assim em bairros e vilas do extenso território, foram surgindo comunidades que perduram até hoje. No fím do século, eram 15 comunidades. Hoje são 17.

 

 

 Ao olhar a caminhada feita, nota-se avanços e recuos, períodos de grande dinamismo e outros meio apagados. Nos momentos de grandes dificuldades, foi importante constatar que as irmãs não só não abandonaram o Rebanho do Senhor, mas foram as que sustentaram o ânimo do povo. Assim a animação da paróquia, comunidades e pastorais foi uma constante ao longo destes 24 anos. Também foi constante a participação das Irmãs, possivelmente acompanhadas de leigos,  em eventos a nível de área pastoral, diocese ou estaduais. O mesmo pode ser dito em relação à participação em eventos da Vida Religiosa. A graça do Senhor sempre foi abundante. 
 

 
 
Desta maneira, a formação das lideranças leigas foi se consolidando. Nossos agentes de pastoral são hoje admirados por pessoas de outras paróquias. Ao mesmo tempo, lamentamos o fato de não ter surgido nenhuma vocacionada à Vida Religiosa  Pastorinha. Atuaram nesta comunidade 20 Irmãs, que puderam experienciar e anunciar aqui, a fidelidade misericordiosa de Jesus Bom Pastor. 
 

 

 

 No momento atual, a comunidade vive a esperança de uma renovada dinamização pastoral com a chegada do novo pároco. Registramos também dentre os motivos de louvor ao Senhor, a graça do grupo dos Cooperadores Amigos de Jesus Bom Pastor que assimila e expressa sempre mais o Espírito de Jesus Bom Pastor.  

 

Leia Mais...


 

Leia mais publicações desta comunidade no blog